keppra


RESULTADOS: 7

  •     FARMA DELIVERY
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 250 MG COM REV CT BL AL PVC TRANS X 30
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787002795
     
    PMC: 48.76
  •      R$ 52.53
     
  •     FARMA DELIVERY
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 250 MG COM REV CT BL AL PVC TRANS X 60
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787003792
     
    PMC: 121.88
  •      R$ 89.28
     
  •     FARMA DELIVERY
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 100 MG/ML SOL OR CT FR VD AMB 150 ML+ SER 3 ML
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787006793
     
    PMC: 105.51
  •      R$ 90.94
     
  •     4BIO MEDICAMENTOS ESPECIAIS
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 100 MG/ML SOL OR CT FR VD AMB 150 ML+ SER 3 ML
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787006793
     
    PMC: 105.51
  •      R$ 112.53
     
  •     FARMA DELIVERY
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 750 MG COM REV CT BL AL PVC TRANS X 30
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787004799
     
    PMC: 252.93
  •      R$ 133.52
     
  •     FARMA DELIVERY
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 750 MG COM REV CT BL AL PVC TRANS X 60
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787005796
     
    PMC: 505.85
  •      R$ 267.04
     
  •     4BIO MEDICAMENTOS ESPECIAIS
  •      KEPPRA
  •      Apresentação: 750 MG COM REV CT BL AL PVC TRANS X 30
  •      Princípio Ativo: LEVETIRACETAM...
  •      Fabricante: UCB BIOPHARMA S.A.
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  5413787004799
     
    PMC: 252.93
  •      R$ 272.39
     



 INFORMAÇÕES DO MEDICAMENTO


LEVETIRACETAM


Para que serve o Levetiracetam

Este medicamento é indicado como monoterapia para o tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária em pacientes a partir dos 16 anos com diagnóstico recente de epilepsia.

Este medicamento é indicado como terapia adjuvante no tratamento de

  • Crises parciais com ou sem generalização secundária em adultos, adolescentes e crianças com idade superior a 6 anos, com epilepsia;
  • Crises mioclônicas em adultos, adolescentes e crianças com idade superior a 12 anos, com epilepsia mioclônica juvenil;
  • Crises tônico-clônicas primárias generalizadas em adultos, adolescentes e crianças com mais de 6 anos de idade, com epilepsia idiopática generalizada.

Contraindicação do Levetiracetam

Hipersensibilidade ao princípio ativo ou a outros derivados da pirrolidona ou a qualquer um dos excipientes.

Como usar o Levetiracetam

Os comprimidos revestidos devem ser tomados por via oral, engolidos com líquido. Levetiracetam (substância ativa) pode ser ingerido com ou sem comida. A dose diária é administrada em duas doses igualmente divididas (a cada 12 horas), aproximadamente no mesmo horário de cada dia.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado. 

Posologia 

Doses para Monoterapia no tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária em pacientes a partir dos 16 anos com diagnóstico recente de epilepsia.

A dose inicial recomendada é de 250 mg duas vezes ao dia, a qual poderá ser aumentada para uma dose terapêutica inicial de 500 mg duas vezes ao dia, após duas semanas. A dose pode ainda ser aumentada em incrementos de 250 mg duas vezes ao dia, a cada duas semanas, dependendo da resposta clínica. A dose máxima é de 1500 mg duas vezes ao dia. 

Não foram conduzidos estudos clínicos para Monoterapia no tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária em pacientes com menos de 16 anos e diagnóstico recente de epilepsia.

Doses para Terapia adjuvante no tratamento de

  • Crises parciais com ou sem generalização secundária em adultos, adolescentes e crianças com idade superior a 6 anos, com epilepsia;
  • Crises mioclônicas em adultos, adolescentes e crianças com idade superior a 12 anos, com epilepsia mioclônica juvenil;
  • Crises tônico-clônicas primárias generalizadas em adultos, adolescentes e crianças com mais de 6 anos de idade, com epilepsia idiopática generalizada. 

Terapia adjuvante em adultos (≥ 18 anos) e adolescentes (12 a 17 anos) com peso igual ou superior a 50 kg 

A dose terapêutica inicial é de 500 mg/duas vezes ao dia. Esta dose poderá ser iniciada no primeiro dia de tratamento. 

Dependendo da resposta clínica e tolerabilidade, a dose diária poderá ser aumentada até o máximo de 1500 mg/duas vezes ao dia. A alteração das doses pode ser efetuada com aumentos ou reduções de 500 mg/duas vezes ao dia, a cada duas a quatro semanas. 

Terapia adjuvante em crianças (dos 6 aos 11 anos) e adolescentes (dos 12 aos 17 anos) com peso inferior a 50 kg

A dose terapêutica inicial é de 10 mg/kg duas vezes ao dia. 

Dependendo da resposta clínica e tolerabilidade, a dose pode ser aumentada até 30 mg/kg duas vezes ao dia. A alteração das doses não deve exceder aumentos ou reduções de 10 mg/kg duas vezes ao dia, a cada duas semanas. Deve ser utilizada a dose eficaz mais baixa. 

A posologia em crianças com peso igual ou superior a 50 kg é igual à dos adultos. 

Recomendações posológicas para crianças e adolescentes (a partir de 6 anos e com peso inferior a 50 kg): 

Peso 

Dose inicial: 10 mg/kg duas vezes ao dia 

Dose máxima: 30 mg/kg duas vezes ao dia 

20 kg (1) 

200 mg duas vezes ao dia 

600 mg duas vezes ao dia 

25 kg 

250 mg duas vezes ao dia 

750 mg duas vezes ao dia 

A partir de 50 kg (2) 

500 mg duas vezes ao dia 

1500 mg duas vezes ao dia 

1 Crianças com peso igual ou inferior a 25 kg devem, preferencialmente, iniciar o tratamento com Levetiracetam (substância ativa), 100 mg/mL solução oral. 
2 A posologia em crianças e adolescentes com 50 kg ou mais é igual à dos adultos. 

A forma farmacêutica comprimido revestido não é adaptada para bebês e crianças com menos de 6 anos. Levetiracetam (substância ativa) solução oral é a forma farmacêutica ideal para uso nesta população. 

Além disso, as concentrações disponíveis de Levetiracetam (substância ativa) comprimidos revestidos não são apropriadas para o tratamento inicial em crianças com menos de 25 kg, para pacientes incapazes de deglutir comprimidos ou para administração de doses menores que 250 mg. Em todas estas situações deve ser utilizada a solução oral de Levetiracetam (substância ativa). 

Ajustes de dose para populações especiais 

Idosos (a partir de 65 anos) 

É recomendado um ajuste de dose em pacientes idosos com alteração da função renal.

Pacientes com comprometimento renal 

A dose diária de Levetiracetam (substância ativa) deverá ser individualizada de acordo com a função renal, pois a depuração está relacionada com a função renal. Para crianças com comprometimento renal, as doses de Levetiracetam (substância ativa) devem ser ajustadas com base na função renal, uma vez que sua depuração está relacionada com a função renal. Esta recomendação é baseada em um estudo com pacientes adultos com comprometimento renal. 

Consultar as tabelas a seguir e ajustar a dose conforme indicado. Para usar as tabelas de doseamento, uma estimativa da depuração da creatinina em pacientes (CLcr) em mL/min/1,73 m2 é necessária. 

Para adultos e adolescentes com peso igual ou superior a 50 kg, o CLcr em mL/min pode ser calculado a partir da determinação da creatinina sérica (mg/dL) usando a fórmula seguinte: 

A CLcr é então ajustada em função da superfície corporal (SP) de acordo com a fórmula: 

Para adolescentes mais novos, crianças e bebês, utilizando a seguinte fórmula (fórmula de Schwartz): 

ks = 0,45 para recém nascidos de termo e bebês até 1 ano de idade; ks = 0,55 para crianças com menos de 13 anos de idade e adolescentes do sexo feminino; ks = 0,7 para adolescentes do sexo masculino. 

Ajuste de dose em pacientes adultos e adolescentes com peso superior a 50 kg e comprometimento da função renal:

Grupo 

Depuração de creatinina (mL/min/1,73 m2

Dosagem e frequência 

Normal 

> 80 

500 a 1500 mg/ duas vezes ao dia.

Leve 

50-79 

500 a 1000 mg/ duas vezes ao dia.

Moderado

30-49 

250 a 750 mg/ duas vezes ao dia.

Grave 

< 30 

250 a 500 mg/ duas vezes ao dia.

Pacientes em fase terminal de doença renal sujeitos à diálise (1) 

-

500 a 1000 mg uma vez ao dia (2).

1 É recomendada uma dose de ataque de 750 mg no primeiro dia de tratamento com Levetiracetam (substância ativa).
2 Após a diálise, é recomendada uma dose suplementar de 250 a 500 mg. 

Ajuste de dose para crianças e adolescentes, a partir de 6 anos, com peso inferior a 50 kg e comprometimento da função renal: 

Grupo 

Depuração de creatinina (mL/min/1,73 m2

Dosagem e frequência(1) 

Crianças e adolescentes com peso inferior a 50 kg 

Normal 

> 80 

10 a 30 mg/kg (0,10 a 0,30 mL/kg) duas vezes ao dia 

Leve 

50 – 79 

10 a 20 mg/kg (0,10 a 0,20 mL/kg) duas vezes ao dia 

Moderado 

30 – 49 

5 a 15 mg/kg (0,05 a 0,15 mL/kg) duas vezes ao dia 

Grave 

< 30

5 a 10 mg/kg (0,05 a 0,10 mL/kg) duas vezes ao dia 

Pacientes em fase terminal de doença renal sujeitos à diálise 

-

10 a 20 mg/kg (0,10 a 0,20 mL/kg) uma vez ao dia(2)(3) 

Levetiracetam (substância ativa) solução oral deve ser usado para doses inferiores a 250 mg e para pacientes incapazes de deglutir comprimidos.
2 É recomendada uma dose de ataque de 15 mg/kg (0,15 mL/kg) no primeiro dia de tratamento de Levetiracetam (substância ativa). 
3 É recomendada uma dose suplementar de 5 a 10 mg/kg (0,05 a 0,10 mL/kg) posteriormente à diálise. 

Pacientes com comprometimento hepático 

Não é necessário qualquer ajuste da dose em pacientes com comprometimento hepático leve a moderado. Em pacientes com comprometimento hepático grave, a depuração de creatinina poderá subestimar o comprometimento renal. Portanto, é recomendada uma redução de 50% da dose diária de manutenção, quando a depuração de creatinina for < 60 mL/min/1,73 m2.

Descontinuação do tratamento

No caso de interrupção do tratamento, tal como para outros medicamentos antiepilépticos, Levetiracetam (substância ativa) devera ser descontinuado gradualmente.

 

 



Assine nossa newsletter e receba as melhores promoções e ofertas de sua região




SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO OU DE SEU MÉDICO. LEIA A BULA.



Todas as informações contidas nesse site tem a intenção de informar e educar, não pretendendo de forma alguma substituir as informações e orientações do profissional da saúde ou servir como recomendação para algum tratamento, não administre qualquer tipo de medicamento sem consultar o seu médico ou farmacêutico.