forxiga


RESULTADOS: 5

  •     FARMA DELIVERY
  •      FORXIGA
  •      Apresentação: 10 MG COM REV CT BL AL/AL X 30
  •      Princípio Ativo: DAPAGLIFLOZINA...
  •      Fabricante: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7896016807916
     
    PMC: 158.59
  •      R$ 113.98
     
  •     DROGARIA PRIMUS
  •      FORXIGA
  •      Apresentação: 10 MG COM REV CT BL AL/AL X 30
  •      Princípio Ativo: DAPAGLIFLOZINA...
  •      Fabricante: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7896016807916
     
    PMC: 158.59
  •      R$ 120.80
     
  •     FARMA 22
  •      FORXIGA
  •      Apresentação: 10 MG COM REV CT BL AL/AL X 30
  •      Princípio Ativo: DAPAGLIFLOZINA...
  •      Fabricante: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7896016807916
     
    PMC: 158.59
  •      R$ 132.27
     
  •     DROGARIA FALCÃO
  •      FORXIGA
  •      Apresentação: 10 MG COM REV CT BL AL/AL X 30
  •      Princípio Ativo: DAPAGLIFLOZINA...
  •      Fabricante: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7896016807916
     
    PMC: 158.59
  •      R$ 145.89
     
  •     AGILLE MEDICAMENTOS
  •      FORXIGA
  •      Apresentação: 10 MG COM REV CT BL AL/AL X 30
  •      Princípio Ativo: DAPAGLIFLOZINA...
  •      Fabricante: BRISTOL-MYERS SQUIBB FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7896016807916
     
    PMC: 158.59
  •      R$ 150.65
     



 INFORMAÇÕES DO MEDICAMENTO


DAPAGLIFLOZINA


Para que serve o Dapagliflozina

Monoterapia:

Dapagliflozina é indicado como adjuvante à dieta e exercícios para melhora do controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2.

Combinação:

Dapagliflozina é indicado em pacientes com diabetes mellitus tipo 2, para melhora do controle glicêmico, em combinação com metformina; uma tiazolidinediona; uma sulfonilureia; um inibidor da DPP4 (com ou sem metformina); ou insulina (isolada ou com até duas medicações antidiabéticas orais), quando a terapia existente juntamente com dieta e exercícios não proporciona controle glicêmico adequado.

Combinação inicial:

Dapagliflozina é indicado como terapia de combinação inicial com metformina, como adjuvante à dieta e prática de exercícios, para melhora do controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus tipo 2, quando ambas as terapias com dapagliflozina e metformina são apropriadas.

Contraindicação do Dapagliflozina

Dapagliflozina é contraindicado a pacientes com conhecida hipersensibilidade a dapagliflozina ou aos outros componentes da fórmula.

Como usar o Dapagliflozina

Dose recomendada

A dose recomendada de Dapagliflozina (substância ativa) é 10 mg, uma vez ao dia, a qualquer hora do dia, independentemente das refeições.

Monoterapia e Terapia de combinação

A dose recomendada de Dapagliflozina (substância ativa) é de 10 mg uma vez ao dia como monoterapia ou como terapia de combinação com metformina; tiazolidinedionas; sulfonilureias; inibidores da DPP4 (com ou sem metformina); ou insulina (com ou sem terapia antidiabética oral, terapia dupla com metformina e insulina ou terapia tripla com insulina incluindo metformina ou sulfonilureias).

Terapia de combinação inicial

As doses iniciais recomendadas de Dapagliflozina (substância ativa) e metformina, quando usados como terapia de combinação inicial, é de Dapagliflozina (substância ativa) 10 mg mais metformina 500 mg uma vez ao dia. Pacientes com controle glicêmico inadequado neste esquema posológico devem ter a dose de metformina aumentada de acordo com as práticas locais aprovadas.

Posologia em populações especiais

Pacientes com insuficiência renal

Não é indicado ajuste da dose de Dapagliflozina (substância ativa) com base na função renal.

A eficácia de Dapagliflozina (substância ativa) é dependente da função renal. Dapagliflozina (substância ativa) não deve ser utilizado em pacientes com insuficiência renal moderada ou grave (definida como TFGe persistentemente <45 mL/min/1,73m2 pela MDRD ou ClCr persistentemente <60 mL/min pela fórmula de Cockcroft-Gault) ou ESRD.

Pacientes com insuficiência hepática

Não é necessário ajuste da dose de Dapagliflozina (substância ativa) em pacientes com insuficiência hepática leve, moderada ou grave.

Pacientes em risco de depleção de volume

Para pacientes em risco de depleção de volume devido a condições coexistentes, uma dose inicial de 5 mg de Dapagliflozina (substância ativa) pode ser apropriada.

Pacientes pediátricos e adolescentes

A segurança e eficácia de Dapagliflozina (substância ativa) em pacientes pediátricos e adolescentes não foram estabelecidas.

Pacientes geriátricos

Não é necessário ajuste de dose de Dapagliflozina (substância ativa) com base na idade do paciente.

Para segurança e eficácia desta apresentação, Dapagliflozina (substância ativa) não deve ser administrado por vias não recomendadas. A administração deve ser somente pela via oral.

 

 



Assine nossa newsletter e receba as melhores promoções e ofertas de sua região




SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO OU DE SEU MÉDICO. LEIA A BULA.



Todas as informações contidas nesse site tem a intenção de informar e educar, não pretendendo de forma alguma substituir as informações e orientações do profissional da saúde ou servir como recomendação para algum tratamento, não administre qualquer tipo de medicamento sem consultar o seu médico ou farmacêutico.