cloridrato de tetraciclina


RESULTADOS: 2

  •     FARMA DELIVERY
  •      TERICIN AT
  •      Apresentação: 25 MG/G + 12,5 MG/G CREM VAG CT BG AL X 45 G + 10 APL
  •      Princípio Ativo: CLORIDRATO DE TETRACICLINA;ANFOTERICINA B...
  •      Fabricante: ATIVUS FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Similar
  •      EAN:  7896317904802
     
    PMC: 44.61
  •      R$ 35.06
     
  •     DROGARIA FALCÃO
  •      TERICIN AT
  •      Apresentação: 25 MG/G + 12,5 MG/G CREM VAG CT BG AL X 45 G + 10 APL
  •      Princípio Ativo: CLORIDRATO DE TETRACICLINA;ANFOTERICINA B...
  •      Fabricante: ATIVUS FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Similar
  •      EAN:  7896317904802
     
    PMC: 44.61
  •      R$ 41.04
     



 INFORMAÇÕES DO MEDICAMENTO


CLORIDRATO DE TETRACICLINA;ANFOTERICINA B


Para que serve o Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina (substância ativa deste medicamento) é usado no tratamento tópico de vulvovaginites e colpites causadas por Candida sp, Trichomonas vaginalis e/ou bactérias ou quando não houver condições para identificar o agente etiológico. É indicado também pós-cauterização do colo uterino, na prevenção de infecções acelerando, deste modo, o processo de cicatrização.

Contraindicação do Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Como ocorre em qualquer outro produto para aplicação vaginal, Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina (substância ativa deste medicamento) poderá eventualmente produzir sensação de ardor ou prurido em pacientes hipersensíveis. Se isto ocorrer, o tratamento poderá ser interrompido se a sintomatologia persistir ou agravar.

O produto deve ser utilizado apenas para uso externo e deve ser mantido longe do alcance dos olhos, nariz e boca.

Como usar o Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Um aplicador cheio (4g) de Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina (substância ativa deste medicamento), durante 7 a 10 dias.

Em casos mais graves, quantidades maiores (2 aplicadores cheios) são necessários, variando o tempo de utilização de acordo com a resposta clínica.

As aplicações não devem ser interrompidas durante o período menstrual.

Instruções para uso do aplicador

  1. Remova a tampa e, imediatamente, adapte o aplicador ao bico do tubo.
  2. Aperte delicadamente a base do tubo de maneira a forçar a entrada do creme no aplicador, preenchendo todo o espaço vazio do mesmo.
  3. Desencaixe o aplicador e tampe o tubo imediatamente.
  4. Para aplicar o produto, a paciente deve deitar-se de costas e o aplicador deve ser introduzido na vagina suavemente, sem causar desconforto. Em seguida, empurrar lentamente o êmbolo com o dedo indicador até o final de seu curso, depositando assim todo o creme na vagina.
  5. Após a aplicação, o aplicador deve ser imediatamente descartado.

Reações Adversas do Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Como outros cremes vaginais, poderá produzir prurido e ardor em pacientes hipersensíveis aos componentes do produto.

É muito improvável que efeitos colaterais sistêmicos ocorram com o uso deste produto, pois a administração tópica resulta em níveis séricos baixos.

Em casos de eventos adversos, notifique-os ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em http://www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou à Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Interação Medicamentosa do Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Não existem relatos até o momento de interação deste produto com outros fármacos.

Precauções do Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina (substância ativa deste medicamento) praticamente não apresenta toxicidade porém, da mesma forma que ocorre com qualquer outro produto para aplicação vaginal, poderá eventualmente produzir sensação de ardor ou prurido em pacientes hipersensíveis. Se isto ocorrer, o tratamento poderá ser interrompido se a sintomatologia persistir ou agravar. As aplicações não deverão ser interrompidas durante o período menstrual.

O produto deve ser utilizado apenas para uso externo. Portanto, o produto deve ser mantido longe do alcance dos olhos, nariz e boca.

Uso na gravidez:

Categoria B.

A segurança para uso durante a gravidez não foi estabelecida. Drogas contendo tetraciclina demonstraram ter efeitos adversos nos dentes e ossos durante o desenvolvimento do feto, recémnascidos, bebês e crianças pequenas.

Uso na lactação:

A segurança para uso durante a lactação não foi estabelecida.

Uso em crianças:

A segurança para uso em crianças com menos de 11 anos de idade não foi estabelecida.

Precauções higiênicas:

A fim de afastar a possibilidade de reinfecção, observar rigorosa higiene pessoal. As mãos devem ser cuidadosamente lavadas, antes de aplicar o creme. Além das medidas higiênicas habituais, as seguintes precauções são de grande vantagem para prevenir reinfecção.

  1. Após cada micção, enxugar a vulva, sem friccionar o papel higiênico.
  2. A fim de evitar uma propagação de germes do reto ao trato vaginal, após a defecação, cuidar para que o material possivelmente infectado não entre em contato com a genitália.
  3. Toalhas e lençóis, assim como roupas íntimas devem ser trocados diariamente e lavados com detergente.
  4. Enquanto persistir a infecção, existe a possibilidade de propagação a outras pessoas.

Ação do Anfotericina B + Cloridrato de Tetraciclina

Características Farmacológicas 

Anfotericina B

É um antibiótico poliênico produzido pelo Streptomyces nodosus sendo ativa contra muitas espécies de fungos, porém não tem efeito sobre bactérias, riquétsias e vírus. Sua atividade antifúngica se deve a sua maior afinidade pelo ergosterol da membrana celular dos fungos, esta ligação altera a permeabilidade seletiva, possibilitando que através do poro formado, extravasem íons potássio, fosfatos inorgânicos, ácidos carboxílicos, aminoácidos e ésteres fosfato, resultando na inibição do crescimento fúngico. A anfotericina B contida neste fármaco, possui atividade efetiva contra Candida albicans e tem sido amplamente usada sob a forma tópica no tratamento de candidíase genital; possui também ação profilática, agindo contra a excessiva proliferação de Candida, causada pela alteração da flora vaginal pela tetraciclina.

Tetraciclina

As primeiras foram isoladas de culturas de espécies de Streptomyces, outras tetraciclinas, com propriedades melhoradas, foram preparadas por processos semissintéticos. Algumas foram obtidas por síntese total. Estes antibióticos, geralmente bacteriostáticos nos níveis sangüíneos atingidos, clinicamente interferem na síntese de proteínas bloqueando a ligação do aminoacil tRNA (RNA de transferência) ao complexo ribossômico mRNA (RNA mensageiro); embora possam também inibir a síntese protéica em mamíferos, elas acumulam-se mais nas células bacterianas. A ação principal da tetraciclina nesta formulação é a de eliminar as bactérias que favorecem a proliferação das tricomonas, rompendo o ciclo simbiótico.

As vulvovaginites e colpites mais comuns são causadas por Trichomonas vaginalis (bactéria) e por Candida albicans (fungo). A candidíase genital ocorre mais frequentemente após terapêutica antibiótica ou corticoterapia; também existem relatos de crescente freqüência em mulheres submetidas a tratamento oral com agentes específicos contra tricomonas e durante o uso de anticoncepcionais orais. Outros fatores que aumentam a suscetibilidade à candidíase vaginal são diabetes mellitus, perturbações endócrinas, distúrbios nutritivos e debilidade.

A ação das substâncias ativas desse produto aparentemente apresentam um efeito localizado, uma vez que as mesmas não são absorvidas, através da pele, em quantidade suficiente para ação sistêmica.



Assine nossa newsletter e receba as melhores promoções e ofertas de sua região




SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO OU DE SEU MÉDICO. LEIA A BULA.



Todas as informações contidas nesse site tem a intenção de informar e educar, não pretendendo de forma alguma substituir as informações e orientações do profissional da saúde ou servir como recomendação para algum tratamento, não administre qualquer tipo de medicamento sem consultar o seu médico ou farmacêutico.