clarvisol


RESULTADOS: 2

  •     DROGARIA PRIMUS
  •      CLARVISOL
  •      Apresentação: 0,85 MG/COM PREP EXTEMP SOL OFT CT BL AL PLAS INC + FR PLAS OPC GOT X 15 ML DIL
  •      Princípio Ativo: PIRENOXINA SÓDICA...
  •      Fabricante: ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7897316801291
     
    PMC: 24.91
  •      R$ 22.49
     
  •     FARMA DELIVERY
  •      CLARVISOL
  •      Apresentação: 0,85 MG/COM PREP EXTEMP SOL OFT CT BL AL PLAS INC + FR PLAS OPC GOT X 15 ML DIL
  •      Princípio Ativo: PIRENOXINA SÓDICA...
  •      Fabricante: ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA
  •      Categoria: Referência
  •      EAN:  7897316801291
     
    PMC: 24.91
  •      R$ 25.78
     



 INFORMAÇÕES DO MEDICAMENTO


PIRENOXINA SÓDICA


Para que serve o Pirenoxina

Pirenoxina (substância ativa) é indicado para o tratamento e prevenção do progresso da catarata.

Também é indicado no pós-operatório das cirurgias extracapsulares da catarata, isto é, naquelas em que ficaram resíduos do cristalino após o ato cirúrgico e na terapêutica das cataratas traumáticas.

Contraindicação do Pirenoxina

Pirenoxina (substância ativa) é contraindicado em pacientes com história de hipersensibilidade a qualquer um dos componente da sua fórmula.

Como usar o Pirenoxina

A solução deve ser preparada antes do uso. Este medicamento é de uso tópico ocular. Não encoste a ponta do frasco nos olhos, nos dedos e nem em outra superfície qualquer, para evitar a contaminação do frasco e do colírio.

Preparo da solução:

Coloque o comprimido no frasco conta-gotas, que contém 15 ml de veículo especial e agite até a completa dissolução. Obtém-se uma solução amarelada, transparente, pronta para uso tópico ocular (vide instruções para uso abaixo).

Você deve aplicar o número de gotas da dose recomendada pelo seu médico em um ou ambos os olhos.

A dose usual é de 1 ou 2 gota(s) em cada olho, seis vezes por dia (com intervalos regulares de tempo ou a critério médico).

Instruções para uso:

1. Remova a tampa do frasco.

2. Pegue o blíster do comprimido, veja a marca existente no ponto de corte.
3. Quebre o blíster na marca, pressionando-o para baixo.
4. Deixe cair o comprimido no frasco, sem a necessidade de tocá-lo com os dedos.
5. Recoloque a tampa fechando com firmeza. Agite bem até dissolver o comprimido.
6. Para o uso, retire a tampa verde. Instile o medicamento diretamente no olho. A ponta do conta-gotas não deve tocar o olho.

Reações Adversas do Pirenoxina

Foram relatados casos de ceratite superficial difusa, blefarite marginal, hiperemia conjuntival, ardência ou prurido ocular.

Reação muito rara (< 1/10.000):

Vermelhidão nas pálpebras, sensação de corpo estranho nos olhos, visão embaçada, lacrimejamento, afosia, secreção ocular, sensação de tontura e diarréia.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária - NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Interação Medicamentosa do Pirenoxina

Não são conhecidas interações com outros medicamentos.

Precauções do Pirenoxina

Pirenoxina (substância ativa) é de uso tópico ocular.

Gravidez e Lactação

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Na ocorrência de gravidez ou se estiver amamentando, consulte o médico antes de fazer uso de medicamentos.

Pacientes idosos

Não existem restrições de uso em pacientes idosos. A posologia é a mesma que a recomendada para as outras faixas etárias.

Pacientes que utilizam lentes de contato

Pirenoxina (substância ativa) não deve ser aplicado durante o uso de lentes de contato gelatinosas ou hidrofílicas, pois o cloreto de benzalcônio presente na fórmula pode ser absorvido pelas lentes.

Por este motivo, os pacientes devem ser instruídos a retirar as lentes antes da aplicação do colírio e aguardar pelo menos 15 minutos para recolocá-las após a administração de Pirenoxina (substância ativa).

Ação do Pirenoxina

Características Farmacológicas

A catarata é uma afecção ocular que se caracteriza pela opacificação progressiva do cristalino, provocando declínio da acuidade visual. Embora vários tipos de catarata sejam conhecidos, a catarata senil é a mais prevalente.

De acordo com a teoria formulada por Ogino e cols., a catarata ocorre quando as proteínas do cristalino, normalmente solúveis em água, tornam-se insolúveis devido à ação de substâncias quinóides, produzidas pelo metabolismo defeituoso de certos aminoácidos cíclicos (triptófano, tirosina, etc.). Devido a sua grande afinidade com os radicais -SH, existentes em diversas proteínas, a pirenoxina sódica forma complexos solúveis com as proteínas do cristalino, inibindo competitivamente a ação dos quinóides e impedindo a progressão da catarata.



Assine nossa newsletter e receba as melhores promoções e ofertas de sua região




SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO OU DE SEU MÉDICO. LEIA A BULA.



Todas as informações contidas nesse site tem a intenção de informar e educar, não pretendendo de forma alguma substituir as informações e orientações do profissional da saúde ou servir como recomendação para algum tratamento, não administre qualquer tipo de medicamento sem consultar o seu médico ou farmacêutico.