broncofenil


RESULTADOS: 0

Não foram encontrados resultados.



 INFORMAÇÕES DO MEDICAMENTO


GUAIFENESINA


Para que serve o Guaifenesina

A Guaifenesina (substância ativa) xarope é um expectorante destinado ao tratamento da tosse em gripes e resfriados.

Contraindicação do Guaifenesina

A Guaifenesina (substância ativa) xarope é contraindicado para uso por pacientes alérgicos à Guaifenesina (substância ativa) ou aos demais componentes do medicamento.

A Guaifenesina (substância ativa) é considerada insegura para pacientes com porfiria, pois apresentou-se porfirogênica em animais.

Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Como usar o Guaifenesina

Adultos e crianças maiores de 12 anos

15mL (200mg) a cada 4 horas.

Crianças de 6 a 12 anos

7,5mL (100mg) a cada 4 horas.

Crianças de 2 a 6 anos

5mL (66,7mg) a cada 4 horas.

O limite máximo diário de administração do medicamento para adultos e crianças maiores 12 anos é de 2400mg/dia, para crianças de 6 a 12 anos é de 1200mg/dia e para crianças de 2 a 6 anos é de 600mg/dia.

Reações Adversas do Guaifenesina

Reação muito rara (< 1/10.000)

Gastrintestinais

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarréias;
  • Dor de estômago.

Renais

  • Urolitíase (cálculos nas vias urinárias). 

Dermatológicos

  • Erupções cutâneas;
  • Urticária.

Neurológicos

  • Dor de cabeça;
  • Sonolência;
  • Vertigem. 

Em casos de eventos adversos, notifique ao sistema de Notificação em Vigilância Sanitária NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal. 

Interação Medicamentosa do Guaifenesina

Até o momento não foram descritas interações da Guaifenesina (substância ativa) com outros medicamentos.

O uso de Guaifenesina (substância ativa) pode falsamente elevar o teste do ácido vanilmandélico (VMA) para catecolaminas.

Na necessidade de realização do teste, deve-se orientar o usuário de Guaifenesina (substância ativa) a descontinuar o uso da mesma 48 horas antes da coleta de urina para o teste.

Precauções do Guaifenesina

Em casos de tosse persistente ou crônica causada por asma, fumo, bronquite crônica ou enfisema ou em casos de tosse acompanhada de muito muco, o acompanhamento médico é necessário.

Se após 7 dias de tratamento, a tosse ainda persistir ou vier acompanhada de febre, erupções cutâneas, dor de cabeçacontínua ou dor de garganta, deve ser feita uma avaliação médica.

Este medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos de idade.

Categoria de risco na gravidez: C.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Ação do Guaifenesina

Resultados de eficácia

Em revisão realizada pelo FDA, a Guaifenesina (substância ativa) revelou-se como um expectorante efetivo.

Foram avaliados mais de 500 pacientes em estudos com a utilização da Guaifenesina (substância ativa) na dose de 200mg 4 vezes ao dia, comparados ao placebo.

Houve melhora significativa com maior facilidade à expectoração, frequência de tosse e melhora da avaliação global.

Além disso, o autor também demonstrou que a Guaifenesina (substância ativa) produz melhora significativa na facilidade de expectoração das secreções de vias aéreas, diminuição da viscosidade da secreção e melhora no clearance da secreção quando comparados ao placebo.

Características farmacológicas

A Guaifenesina (substância ativa) apresenta a seguinte fórmula química: C10H14O4, e o nome químico de 3-(2-metoxifenoxi) propano-1,2-diol.

A meia-vida biológica da Guaifenesina (substância ativa) é de 1 hora e tem boa absorção oral.

A Guaifenesina (substância ativa) é metabolizada no sangue e 60% dela é hidrolisada dentro de 7 horas.

Apresenta como metabólito o ácido beta-2-metoxifenoxilático.

O uso excessivo da Guaifenesina (substância ativa), com produção aumentada do metabólito, pode resultar em urolitíase.

A excreção da Guaifenesina (substância ativa) é renal, sendo que não foi detectada a droga sem metabolização na urina após estudo com a administração oral de 400mg.

A Guaifenesina (substância ativa) é um expectorante que aumenta a eliminação da secreção brônquica pela redução da adesividade e tensão superficial.

As secreções com menor viscosidade facilitam a ação ciliar da mucosa do trato respiratório, transformando a tosse seca e improdutiva em uma tosse mais produtiva e com menor frequência.

Além disso, a redução da viscosidade melhora a eficácia do clearance mucociliar na remoção de secreções acumuladas.

A Guaifenesina (substância ativa) parece atuar como irritante dos receptores vagais muscarínicos do estômago, recrutando reflexos eferentes do parassimpático que levam à exocitose glandular de muco com menor viscosidade.



Assine nossa newsletter e receba as melhores promoções e ofertas de sua região




SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO OU DE SEU MÉDICO. LEIA A BULA.



Todas as informações contidas nesse site tem a intenção de informar e educar, não pretendendo de forma alguma substituir as informações e orientações do profissional da saúde ou servir como recomendação para algum tratamento, não administre qualquer tipo de medicamento sem consultar o seu médico ou farmacêutico.