aftine


RESULTADOS: 2

  •     DROGARIA PRIMUS
  •      AFTINE
  •      Apresentação: 15 MG/ML + 25 MG/ML + 1 MG/ML + 15MG/ML SUS OR CT FR PLAS OPC GOT X 20 ML
  •      Princípio Ativo: TARTARATO DE BISMUTO E SÓDIO;SULFATO DE NEOMICINA;MENTOL;CLORIDR...
  •      Fabricante: CIFARMA CIENTÍFICA FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Similar
  •      EAN:  7898158690517
     
    PMC: 24.5
  •      R$ 13.52
     
  •     FARMA 22
  •      AFTINE
  •      Apresentação: 15 MG/ML + 25 MG/ML + 1 MG/ML + 15MG/ML SUS OR CT FR PLAS OPC GOT X 20 ML
  •      Princípio Ativo: TARTARATO DE BISMUTO E SÓDIO;SULFATO DE NEOMICINA;MENTOL;CLORIDR...
  •      Fabricante: CIFARMA CIENTÍFICA FARMACÊUTICA LTDA
  •      Categoria: Similar
  •      EAN:  7898158690517
     
    PMC: 24.5
  •      R$ 16.11
     



 INFORMAÇÕES DO MEDICAMENTO


TARTARATO DE BISMUTO E SÓDIO;SULFATO DE NEOMICINA;MENTOL;CLORIDRATO DE PROCAÍNA


Para que serve o Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

O Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) está indicado como medicação tópica auxiliar no tratamento das afecções bucais.

Contraindicação do Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

O Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) está contraindicado a pacientes que tenham demonstrado hipersensibilidade a seus componentes.

Como usar o Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

Agite antes de usar.

Pingar uma ou duas gotas sobre o local afetado da boca, 3 a 6 vezes ao dia.

Reações Adversas do Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

Reação comum (> 1/100 e < 1/10):

Reações alérgicas.

Pós-Comercialização

Durante a experiência pós-comercialização, observou-se que o medicamento Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) pode ocasionar escurecimento na língua e, de acordo com dados de literatura, esse escurecimento é temporário. Dentre os eventos adversos mais frequentes relatados no ensaio clínico desenvolvido pela EMS S/A. para o tratamento de aftas, o evento ardência local ao contato da mucosa lesionada pela afta com o produto foi de 66,04% (35/53 eventos), dormência no local foi de 24,63% (13/53 eventos), e não houve nenhum relato de casos com escurecimento da língua.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.

Interação Medicamentosa do Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

Procaína

Uso com acetazolamida estende a meia-vida plasmática da procaína.

Neomicina

Tem sido relatada a diminuição da absorção de outros medicamentos, incluindo fenoximetil-penicilina, digoxina metotrexato e a eficácia dos contraceptivos orais pode ser reduzida. Os efeitos da acarbose podem ser
melhorados com neomicina oral.

Precauções do Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

Este medicamento é indicado somente para uso tópico.

Pacientes idosos

Não constam na literatura relatos sobre advertências ou recomendações do uso adequado por pacientes idosos.

Gravidez e lactação

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término.

Informar ao médico se está amamentando.

Categoria de risco: D.

Há evidência para o feto humano, mas o benefício durante a gestação pode ser aceitável apesar do risco, isto é, se a droga é necessária em situações de risco, ou em doenças graves, para as quais não há medicação para ser usada ou esta foi ineficaz.

A neomicina é capaz de cruzar a barreira placentária. Devido a relatos de ototoxicidade fetal (inclusive surdez) com outros aminoglicosídeos, o uso de neomicina não é recomendado durante a
gestação.

O risco ao lactente não pode ser descartado.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Ação do Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol

Resultados de Eficácia

Foi realizado um estudo clínico randomizado, prospectivo, duplo – cego, com grupos paralelos onde Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) foi comparado com placebo no tratamento de úlceras aftosas recorrentes.

Um total de 100 pacientes maiores de 12 anos e de ambos os sexos participaram deste estudo e foram alocados aleatoriamente em dois grupos distintos (Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa): 50; placebo: 50) e tratados por um período de 14 dias.

Os pacientes tratados com Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) apresentaram uma redução estatisticamente significativa no tamanho da lesão ulcerosa e na redução da dor local quando comparado ao placebo.

Em relação a segurança, não houve diferença estatística entre os grupos em relação aos eventos adversos.

Os autores concluem que o tratamento com Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) é seguro e acelera o processo de melhora dos sinais e sintomas decorrentes das lesões aftosas, proporcionando um alivio da dor imediatamente após a sua aplicação.

Característica Farmacológicas

Neomicina + Tartarato De Bismuto E Sódio + Procaína + Mentol (substância ativa) possui em sua composição o sulfato de neomicina, o qual tem ação bacteriostática e que se torna bactericida elevando sua concentração, o tartarato de bismuto e sódio que possui ação bactericida direta in vitro sobre o estreptococo. O estreptococo é o agente etiológico único na angina pultácea. Possui também o cloridrato de procaína que age como anestésico sobre a região inflamada, aliviando ao dor.

O sulfato de neomicina é uma mistura de sulfatos produzidos pelo crescimento de certas cepas de Streptomyces fradiae e o principal componente é o sulfato de neomicina B. Neomicina é um antibiótico aminoglicosídeo que se liga a uma proteína específica na subunidade 30S do ribossomo microsomal, levando à falha de alinhamento e reconhecimento do RNA mensageiro, e provavelmente do RNA-t, durante a inicialização da formação da cadeia peptídica.

O RNA mensageiro não é lido pelo ribossomo e, como resultado, há a inserção de um aminoácido errado no peptídeo.

Os ribossomos afetados são liberados e podem reiniciar e repetir o processo falho, levando à formação de uma grande proporção de peptídeos não funcionais. Neomicina é ativa contra todas as bactérias gram negativas, exceto Pseudomonas aeruginosa e anaeróbios. Pode ocorrer o aparecimento de cepas resistentes de E. coli, Klebsiella e Proteus. Todos os estreptococos e bacilos gram positivos são resistentes, mas estafilococos são altamente sensíveis.

O bloqueio neuromuscular produzido pela neomicina é atribuído à supressão da liberação da acetilcolina, através da competição com o cálcio pelos receptores no nervo terminal, e pela redução na sensibilidade da membrana pós juncional.

Neomicina é pouco absorvida pelo trato gastrintestinal e cerca de 97% da dose oral é excretada inalterada nas fezes. A absorção pode aumentar na presença de lesão ou inflamação da mucosa. Há relatos de absorção em peritônio, trato respiratório, bexiga, lesões cutâneas ou pele inflamada. Uma vez absorvida a meia-vida é de 2 a 3 horas e é excretada rapidamente pelos rins na forma inalterada.

O cloridrato de procaína é um anestésico local. Os anestésicos locais exercem seu efeito através do bloqueio dos canais de sódio regulados por voltagem, inibindo, assim,a propagação dos potenciais de ação ao longo dos neurônios. Através da inibição da propagação do potencial de ação, os AL impedem a transmissão da informação para o sistema nervoso central (SNC) e a partir dele.

Anestésicos tópicos produzem pequena absorção sistêmica que ocorre apenas quando o paciente recebe doses altas e/ou frequentes em grande áreas queimadas ou lesionadas.

Compostos de bismuto têm sido utilizados por suas propriedades adstringentes, fingicidas, bactericidas e antidiarreicas em uma variedade de distúrbios gastrointestinais, e aplicado topicamente na pele e mucosas.

Compostos de bismuto pouco solúveis quando ingeridos são convertidos no meio ácido do estômago para as formas insolúveis de óxido, hidróxido, e oxicloreto de bismuto. Desta forma, o aumento do pH gástrico pode aumentar a absorção bismuto. O bismuto não absorvível é excretado nas fezes.

O bismuto absorvido é distribuído por todos os tecidos corporais, incluindo os ossos, e é lentamente excretado na urina e bile. A meia-vida plasmática é de cerca de 5 dias e continua a ser excretado por cerca de 12 semanas após a interrupção terapêutica.



Assine nossa newsletter e receba as melhores promoções e ofertas de sua região




SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO OU DE SEU MÉDICO. LEIA A BULA.



Todas as informações contidas nesse site tem a intenção de informar e educar, não pretendendo de forma alguma substituir as informações e orientações do profissional da saúde ou servir como recomendação para algum tratamento, não administre qualquer tipo de medicamento sem consultar o seu médico ou farmacêutico.